2016/17

INTERVENÇÃO NO ANTIGO ASILO DE TORRE DE MONCORVO E NA CAPELA DE SÃO FRANCISCO
UMA ABORDAGEM PROJETUAL REVERSÍVEL CENTRADA NO ESTUDO DE VALORES DA PRÉ.EXISTÊNCIA

ALUNO: DAVID TOMÉ
Orientação Científica: João Pernão 

RESUMO

Integrada no âmbito do protocolo de prestação de serviços de Investigação Aplicada assinado entre as instituições da Câmara Municipal de Torre de Moncorvo, Fundação Francisco António Meireles e Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, a presente dissertação de Projeto Final de Mestrado pretende abordar determinadas temáticas da área da reabilitação que nos parecem relevantes para a prática de uma arquitetura mais sustentada na preservação da identidade e da memória para as gerações futuras.

Temas como a reversibilidade e o estudo das pré-existências têm cada vez mais destaque na forma de pensar e projetar em arquitetura, particularmente quando se trata de intervir em edifícios ou espaços reconhecidamente qualificados, tais como o objeto de estudo. Posteriormente, iremos proceder à formulação de uma proposta de intervenção com o objetivo da sua futura implementação em obra, onde aplicaremos os princípios estabelecidos no decorrer desta investigação.

Tomámos como objeto de estudo o edifício do antigo Asilo da Fundação Francisco António Meireles e a capela do Convento de São Francisco da Câmara Municipal de Torre de Moncorvo, situados em Torre de Moncorvo no distrito de Bragança, Portugal. Tendo ficado acordado entre os vários intervenientes a redefinição programática de ambos os edifícios e consequente reformulação em Enotel e Spa, revitalizando estes espaços e devolvendo-os novamente ao serviço da comunidade, tirando proveito dos produtos produzidos na região e da sua localização privilegiada no Vale da Vilariça - Alto Douro Vinhateiro.

Entendidas as principais características dos edifícios e apoiado nos princípios retirados da análise dos conceitos e casos de estudo apresentados, pretende-se através de uma abordagem projetual reversível, explorar soluções que lhes permitam incorporar um novo conteúdo programático, mantendo a identidade e garantindo a preservação e valorização das pré-existências, bem como a sua sustentabilidade para possíveis futuras reconversões. 

1.jpg

2.jpg 

 David_Tomé_Dissertação_PFM.jpg                          3.jpg

4.jpg       5.jpg                   6.jpg

 

 

2015/16

 

SENTIR O ESPAÇO, CONTAR A HISTÓRIA
CENTRO INTERPRETATIVO DO CAMPO DO TARRAFAL EM CABO VERDE

ALUNO: KLEIDY LANDIM
Orientação Científica: João Pernão e Nuno Arenga

O desafio do projeto final de mestrado, que suporta este relatório de Projeto, reside em parte, na musealização das instalações do ex-Campo de Concentração do Tarrafal, dado o seu estado de degradação e abandono. É também importante delimitar uma área protegida pertencente ao Campo, ameaçado pelo crescimento demográfico dos dois polos habitacionais mais próximos.

O projeto propõe um centro interpretativo no Campo de Concentração do Tarrafal, que a par da sua reabilitação permita um diálogo com a memória e a história do local, utilizando os conceitos luz, cor e matéria como estimuladores dos sentidos na perceção do espaço. 

Do ponto de vista organizativo o programa divide-se em 3 partes distintas:       

A preservação, restauro e a musealização das instalações do Campo de Concentração do Tarrafal.

A organização, divulgação e instrução histórica e da memória do Campo.

Recreação dos momentos vividos pelos presos no antigo Campo através dos percursos sensoriais distinguindo as diferentes vivências. 

2 3 4

5 79

10 11 12

 

2014/15

 

Aluno: Joana Mateus Ferreira
Orientação Científica: Dulce Loução e João Pernão

CENTRO RIBEIRINHO DE APOIO A ACTIVIDADES LÚDICAS
Reconversão dos Armazéns do Cais do Gás em Lisboa

joana7   joana5

Numa época em que as questões relacionadas com a imagem e a sustentabilidade das cidades ganham cada vez maior relevância, a regeneração das frentes de água libertas da actividade portuária e industrial torna-se um imperativo.

Estes espaços obsoletos apresentam-se agora à cidade como uma oportunidade de dar resposta às necessidades do século XXI através da criação de áreas atractivas para a população, onde o espaço público se torna protagonista na reaproximação com a água.

O trabalho apresentado tem como objectivo estimular a utilização do espaço público da frente ribeirinha de Lisboa, assumindo-o como lugar de prática de actividades recreativas, através do desenvolvimento em projecto do Centro Ribeirinho de Apoio a Actividades Lúdicas (CRAAL), que resulta da reconversão de antigos armazéns portuários localizados no Cais do Gás.

joana11                          joana10         

In a time when issues related to the image and the sustainability of cities are becoming more and more relevant, the regeneration of waterfronts freed of port and industrial activity becomes mandatory.

These obsolete spaces are now presented to the city as an opportunity to meet the needs of the 21st century through the creation of attractive areas where public space becomes the main character in the reconnection with water.

This research aims to stimulate the use of public space in Lisbon riverfront, assuming it as a place to practice recreational activities. Thus, it was developed the project of Centro Ribeirinho de Apoio a Actividades Lúdicas (Riverside Support Center for Recreational Activities), resulting from the conversion of old port warehouses located in Cais do Gás.

joana3 joana4

Joana1

joana2   joana9

2013/14

Aluno: Solange Sousa
Orientação Científica: João Pernão

REVITALIZAÇÃO DA CIDADE CONSTRUÍDA: UTILIZAÇÃO DA LUZ, COR E MATÉRIA NA REABILITAÇÃO DO PALÁCIO CHAMPALIMAUD EM LISBOA  
CITY REGENERATION: THE USE OF LIGHT, COLOUR AND MATTER IN THE REHABILITATION OF PALÁCIO CHAMPALIMAUD, LISBON

O objectivo principal deste projecto final de Mestrado é a reabilitação do antigo Palácio Champalimaud e a revitalização de fragmentos de cidade adjacentes através da exploração e utilização dos elementos cor, luz e matéria, com o objetivo de perceber como estes elementos influenciam e motivam a percepção espacial.
 
Pretende-se explorar a adaptar a pré-existência a um programa de um Centro Cultural e Juvenil, que conterá espaços de vertente expositiva e espaços de vertente educacional e de lazer .

O projecto foi desenvolvido procurando um equlibrio entre a qualificação da pré-existencia e a validação da adição dos elementos construídos adaptados ao programa. Concluímos que os elementos luz, cor e matéria são a síntese de um projecto de arquitectura, pois só através deles conseguimos definir a aparência dos espaços.

PEÃAS DESENHADAS SOLANGESOUSAsolange1PEÃAS DESENHADAS SOLANGESOUSA23PEÃAS DESENHADAS SOLANGESOUSA3solange24          5          7612

___________________________________________________________________________________________________________________________________________

2012/13

Aluno: Sara Lobinho
Orientação Científica: João Pernão e Dulce Loução

Título: PROJECTAR COM LUZ, COR E MATÉRIA COMO MODELAÇÃO ESPACIAL

Tendo o antigo Convento de São Paulo em Vila Viçosa como objecto de trabalho, pretende-se explorar de que forma, intervindo no construído, conseguimos adaptá-lo a um novo uso e criar ou intensificar qualidades espaciais do lugar, recorrendo a espaços sensoriais, modelados pela luz, cor e matéria. 

Reflectimos sobre uma relação importante entre o Homem e o meio que ele habita acreditando que quanto melhor for a adaptação do edifício, entre antigo e novo, e a preservação da sua memória/génese, mais qualidade terão os espaços e as suas atmosferas.

 SARA1               SARAMAQUETE

SARA2

SARA3     SARA4

SARA5     SARA6

Having the former convent of São Paulo as the object of this study, it is intended to explore in what way, by intervening on an existing building, can we adapt it to a new use, and create or enhance spatial qualities of the place, by means of sensory spaces, modeled by light, color and matter. Thus, through the conversion of the built heritage, converting the old convent into a space of experimentation, namely of music and dance, a reflection, is done on designing a space with light, color and matter.

We reflect on an important relationship between man and the environment he inhabits believing that the better the adaptation of the building is, between old and new, and the better the preservation of its memory/ genesis is, the spaces and their atmospheres will be of higher quality.

 SARAESQUISSO1SARAESQUISSO2SARAESQUISSO3SARAESQUISSO9SARAESQUISSO4